AUTOPISTA LITORAL SUL REALIZA PRIMEIRO CICLO DE OFICINAS PARA COMUNIDADE INDÍGENA NAS ALDEIAS DO MORRO DOS CAVALOS E AMARAL

AUTOPISTA LITORAL SUL REALIZA PRIMEIRO CICLO DE OFICINAS PARA COMUNIDADE INDÍGENA NAS ALDEIAS DO MORRO DOS CAVALOS E AMARAL

Oficinas tiveram a participação de cerca de 80 indígenas em atividades que exemplificaram o conceito de saúde única para garantir níveis melhores de saúde para todos.

A Autopista Litoral Sul realizou, no final de outubro, o primeiro ciclo de oficinas educativas sobre Saúde Única nas aldeias. Estas oficinas fazem parte do Subprograma de Apoio a Saúde e Saneamento do Componente Indígena do Contorno Rodoviário de Florianópolis, que entre outras atividades busca realizar o controle de zoonoses – doenças transmitidas ao ser humano por animais – nas aldeias.

“Tivemos uma excelente participação da comunidade indígena, com uma repercussão muito positiva das oficinas”, comenta Ana Lúcia Martendal, da ONG Organização Bem Animal (OBA!), e coordenadora do projeto nas comunidades indígenas.

As oficinas tiveram a participação de cerca de 80 indígenas e as atividades desenvolvidas foram educativas e orientativas relacionadas a saúde dos animais de companhia presentes nas aldeias, cuidados básicos, bem estar animal e prevenção de doenças. A OBA! reforçou o conceito das cinco liberdades de bem-estar animal: liberdade de sede, fome e má-nutrição, liberdade de dor, ferimentos e doença, liberdade de desconforto, liberdade para expressar comportamento natural e liberdade de medo e angústia.

O controle de zoonoses contempla ainda a castração dos animais que vivem nas aldeias e será desenvolvido por mais 3 anos. “No final do trabalho, conseguimos um pacto de responsabilidade que irá beneficiar os seres humanos e os animais”, indica.

A realização deste subprograma é uma medida de compensação exigida pelo processo de licenciamento ambiental federal relacionado ao empreendimento.