INDÍGENAS DE ALDEIAS VIZINHAS ÀS OBRAS DO CONTORNO PARTICIPAM DE OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO

INDÍGENAS DE ALDEIAS VIZINHAS ÀS OBRAS DO CONTORNO PARTICIPAM DE OFICINA DE FOTOGRAFIA E VÍDEO

A atividade faz parte das ações previstas no Componente Indígena do Plano Básico Ambiental do Contorno Viário de Florianópolis

Nos dias 22 e 27 de setembro, 15 indígenas das 10* comunidades que fazem parte do Componente Indígena do Plano Básico Ambiental (PBA) do Contorno Viário de Florianópolis participaram de uma oficina de fotografia com a temática “Modo de Vida Indígena Guarani”. O objetivo final da atividade é fazer com que os próprios indígenas possam contar um pouco de seu modo de vida, usando a fotografia como ferramenta de comunicação.

Antes de partirem para prática, os indígenas – com faixa etária entre 18 e 58 anos – tiveram aula sobre a história da fotografia, luz, câmera, foto (como funcionam os comandos), tipos de fotografia, percepção humana das cores, luz do dia, enquadramento e técnicas para trabalhar com luz. O resultado das fotos produzidas nas oficinas será exposto em eventos nas aldeias e também está prevista a realização de uma mostra fotográfica anual, que será aberta à sociedade e irá contribuir para esclarecer sobre a presença indígena na região e a valorização desta cultura.

Além da oficina de fotografia, foi realizada no final de outubro a primeira oficina de vídeo junto com o grupo. Esse trabalho será feito periodicamente dentro do Componente Indígena e irá gerar como resultado um documentário sobre o modo de vida Guarani.

A cada três meses ainda será produzido pelos participantes, orientados e coordenados pela consultoria responsável pelo desenvolvimento do programa – sob supervisão da Autopista Litoral Sul, um vídeo-noticiário com o intuito de produzir e distribuir materiais informativos nas suas aldeias de origem. O conteúdo será desde informações atualizadas sobre o andamento das obras do Contorno até as atividades sobre o programa voltado aos indígenas.

* Áreas indígenas que compõem o CI-PBA: M’biguaçu, Morro dos Cavalos, Amaral, Itanhaém, Massiambu, Praia de Fora 2, Cambirela, Amâncio, Canelinha e Praia de Fora 1.

As oficinas de fotografia e vídeo fazem parte do ‘Componente Indígena do Plano Básico Ambiental (CI-PBA)’, programa integrante do processo de Licenciamento Ambiental do Contorno Viário de Florianópolis que compreende 10 comunidades indígenas da região da Grande Florianópolis. As medidas que estão sendo colocadas em prática têm o objetivo de evitar, reduzir e compensar impactos socioambientais da implantação e operação da nova rodovia sobre estas comunidades indígenas da área de influência da nova rodovia em construção.

O Contorno Rodoviário de Florianópolis, rodovia de pista dupla com 50 quilômetros de extensão, é uma obra licenciada e autorizada pelo IBAMA através da L.I Nº 1004/2014 e tem o objetivo de desviar cerca de 20% do tráfego de longa distância da BR-101/SC na região de Florianópolis.